O efeito do café aumenta com uma… sestaNotícias de Saúde

Quarta, 10 de Setembro de 2014 | 97 Visualizações

Um café e depois uma sesta de 15 minutos. Parece ser este o truque para que o café faça mesmo efeito. Vários estudos sugerem que dormir a sesta depois do almoço aumenta a produtividade.

Muitas pessoas não precisam de um trabalho científico para ficar a saber que uma sesta rápida depois do almoço é uma boa solução para garantir uma tarde produtiva, mas novos estudos explicam porque tomar um café imediatamente antes da sesta é ainda mais eficaz para recuperar o ritmo. À primeira vista parece contraditório, já que a cafeína tem um efeito estimulante para a maioria das pessoas, mas a explicação científica para a “sesta do café” (coffee nap é o termo feliz utilizado pelos ingleses) é relativamente simples.

A estrutura química da cafeína é muito semelhante à da adenosina, um subproduto das proteínas que quando se acumula no cérebro provoca cansaço. A cafeína mimetiza (imita) a adenosina e bloqueia esses recetores impedindo que esta atue, mantendo-nos alerta. Mas a cafeína, porque entra na circulação sanguínea depois de absorvida pelo intestino delgado, demora algum tempo a chegar ao cérebro, o suficiente para que o sono nos liberte da adenosina. É nesta relação que está o “truque”: a química do sono reduz naturalmente as quantidades de adenosina no cérebro, por isso quando a cafeína chega aos recetores dos neurónios atua mais eficazmente. A Vox explica este processo em detalhe.

A sonolência depois das refeições (mais comum a seguir ao almoço), tecnicamente conhecida por astenia pós prandial, é um fenómeno biológico que tem várias explicações: o ritmo circadiano (sono/vigília), as hormonas libertadas no processo de digestão (p.ex. a insulina) e a concentração de energia no estômago para digerir os alimentos. Por isso são diferentes os efeitos entre uma refeição pesada e uma leve. Comer uma feijoada “dá mais sono” que uma salada. Simplificando, quanto mais “trabalho” o sistema digestivo tiver mais energia precisa e menos sobra para as funções cerebrais, daí a sonolência.

Dormir depois do almoço serve para facilitar a digestão e refrescar as capacidades intelectuais. As lojas fecham para que os espanhóis o façam (embora cada vez menos) e até algumas grandes empresas japonesas já perceberam os benefícios de uma sesta no aumento da produtividade — e começa a instalar-se o “negócio da sesta”: no Japão já há cafés que alugam camas ao minuto. Parece contraditório, mas experimente. Tome um café e logo de seguida durma uma sesta rápida (15/20 minutos), vai ver que acorda ainda mais revigorado.

    Partilhar esta notícia
    Referência
    Vox

    Notícias Relacionadas