O cancro causa envelhecimento prematuroNotícias de Saúde

Segunda, 04 de Fevereiro de 2019 | 4 Visualizações

Fonte de imagem: Medical News Today

Uma equipa de investigadores descobriu que a leucemia causa o envelhecimento prematuro das células da medula óssea saudáveis.
 
Num estudo conduzido pela equipa liderada por Stuart Rushworth, da Faculdade de Medicina de Norwich da Universidade de East Anglia, Reino Unido, foi observado que as células da medula óssea saudáveis tinham sido envelhecidas prematuramente pelas células cancerígenas adjacentes.
 
É de conhecimento geral que o envelhecimento promove o desenvolvimento do cancro. Este estudo é o primeiro a demonstrar que o contrário também se verifica.
 
O estudo identificou ainda o mecanismo através do qual ocorre este processo de envelhecimento prematuro na medula óssea dos pacientes com leucemia.
 
Efetivamente, a equipa descobriu que a NOX2, que é uma enzima normalmente envolvida na resposta do organismo a infeções, encontrava-se em células de leucemia mieloide aguda. Isto foi considerado responsável pela criação das condições de envelhecimento.
 
A enzima NOX2 gera um superóxido que desencadeia o processo de envelhecimento das células da medula óssea saudáveis. 
 
As células envelhecidas fazem acelerar o crescimento e desenvolvimento da leucemia, criando um ciclo vicioso que alimenta o cancro.
 
A equipa inibiu a enzima NOX2, demonstrando uma redução nas células envelhecidas adjacentes não-malignas, o que conduziu a um crescimento mais lento do cancro.
 
“Os nossos resultados comprovam que o cancro causa envelhecimento. Demonstrámos de forma clara que a própria célula cancerígena conduz o processo de envelhecimento nas células não cancerígenas vizinhas”, avançou Stuart Rushworth.
 
“Esperamos que esta função biológica seja explorada no futuro, abrindo caminho para novos fármacos”, acrescentou.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Blood”

Notícias Relacionadas