O bebé ficou dentro do carro! E agora?Notícias de Saúde

Terça, 14 de Julho de 2015 | 46 Visualizações

Fonte de imagem: Livescience

Na semana passada, a cantora norte-americana Carrie Underwood – vencedora da edição 2004 do programa “Ídolos” – voltou a estar nas manchetes, mas não pelas proezas musicais. Mãe de um bebé de quatro meses, viu o carro que tinha acabado de estacionar trancar automaticamente as portas com o filho no interior. Após tentativas de desbloquear o acesso, e com a temperatura a subir, a artista acabou por partir um dos vidros e tornou-se, rapidamente, uma porta-voz informal sobre os riscos de deixar as crianças dentro dos veículos.

Pegando no caso de Carrie Underwood, e tendo em conta que só no ano passado morreram 32 crianças nos Estados Unidos vítimas de esquecimento dentro de veículos estacionados sob altas temperaturas, o site “Today” lançou uma campanha de alerta com dicas simples para evitar este tipo de situações:

  • Com temperaturas exteriores a partir dos 23 ou 25 graus centígrados, bastam 10 minutos para que o interior de um veículo atinja valores perigosos, especialmente porque os bebés e as crianças não têm os sistemas de regulamento da temperatura corporal completamente desenvolvidos. Tenha isso em conta.
  • Sempre que o bebé ou a criança viajar no banco traseiro – em especial se não se trata de um hábito – coloque um brinquedo, o saco das fraldas ou outro objeto pessoal no banco dianteiro. Isto servirá como um ‘lembrete’ do pequeno passageiro que poderá ser novo demais para se manifestar, ou estar a dormir.
  • Se o problema não for esquecimento mas sim um veículo trancado por lapso (ou se testemunhar uma criança deixada para trás) chame de imediato o 112, mesmo que, entretanto, o bebé seja retirado do interior. O golpe de calor e/ou a desidratação podem acontecer muito rapidamente.
  • Enquanto espera por socorro, ou pelas chaves sobresselentes, cubra os vidros com uma peça de roupa ou outro material que sirva de barreira aos raios solares, travando o aumento da temperatura no interior.
  • No momento em que perceber o bebé assustado ou com sinais de prostração ou qualquer outro incómodo físico, não hesite e quebre uma das janelas. No entanto, procure fazê-lo no ponto mais afastado da cadeirinha, evitando que os estilhaços atinjam a criança.
Partilhar esta notícia
Autor
Pais
Referência

Notícias Relacionadas