O açúcar pode matar. Eis cinco explicaçõesNotícias de Saúde

Sexta, 13 de Janeiro de 2017 | 376 Visualizações

Fonte de imagem: Huffington

Pode adoçar a boca e dar-lhe muito prazer a comer, mas o consumo excessivo de açúcar pode sair-lhe caro.

Parece exagerado dizer que o açúcar pode matar, mas o jornalista de ciência e saúde Gary Taubes – que acaba de publicar o livro ‘The Case Against Sugar’ (‘O Caso Contra o Açúcar’, em tradução livre) – explica que o açúcar faz muito mais do que engordar e que pode estar a matar-nos.

Já foi provado por vários estudos que muitas doenças poderiam ser evitadas se se fizesse uma alimentação mais saudável. A dieta ocidental e o estilo de vida ocidental atuais parecem estar a matar-nos e Gary diz ao New York Post que o principal suspeito é o açúcar. Eis cinco explicações para a sua afirmação de que o açúcar pode matar:

Aumenta o risco de demência. Os investigadores acreditam que a resistência à insulina, associada consumo excessivo de açúcar, pode prejudicar algumas funções cerebrais e enfraquecer a capacidade do cérebro para limpar as "placas e emaranhados", que pensa que causam a doença de Alzheimer.

Torna os cigarros ainda mais prejudiciais para nós. O tabaco de cigarro é muitas vezes curado através de uma técnica que transforma os seus amidos em açúcar, ou por imersão das folhas de tabaco em açúcar. O açúcar permite aos fumadores inalar o fumo mais profundamente, tornando o tabaco "tão viciante quanto possível", diz o autor Gary Taubes.

Pode ‘alimentar’ o cancro. Gary Taubes e muitos membros da comunidade médica acreditam que o consumo de açúcar leva à resistência à insulina, uma condição em que as células não respondem à insulina de forma eficaz, fazendo com que o corpo produza mais desta hormona para compensar. Os cientistas descobriram que as células cancerígenas requerem insulina para crescer.

É viciante. O açúcar estimula a troca químicos entre o corpo e o cérebro que nos deixam felizes. Quanto mais açúcar comemos ou bebemos, menos desses produtos químicos produzimos sozinhos, e mais nos voltamos para os doces para obter a mesma resposta.

Provoca doenças cardiovasculares. Consumir muito açúcar pode levar ao excesso de insulina, que está ligado à tensão arterial elevada e, em última análise, à doença cardíaca. De acordo com Taubes, o excesso de insulina estimula o sistema nervoso, aumentando a frequência cardíaca e constringindo os vasos sanguíneos.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados