Novo teste revela em minutos contaminação pelo ébolaNotícias de Saúde

Domingo, 28 de Junho de 2015 | 6 Visualizações

Fonte de imagem: Getty Images

Um novo teste realizado com uma pequena amostra de sangue é capaz de revelar em poucos minutos se uma pessoa está contaminada com o vírus do ébola, segundo um estudo publicado na revista britânica Lancet.

Os pesquisadores compararam este teste, feito com uma picada no dedo do paciente, com o método tradicional de extrair uma amostra de plasma e enviá-la para o laboratório, e concluíram que o novo teste é mais rápido e sensível para diagnosticar se uma pessoa tem o vírus.

O teste, denominado «Rapid Diagnostic Test» (Teste de diagnóstico rápido ou RDT), permitirá reduzir o tempo de espera que normalmente é necessário para confirmar se um paciente sofre de ébola, identificar possíveis contágios e, por último, conter a expansão do vírus.

Neste estudo, 106 pacientes suspeitos de terem sido infectados pelo ébola foram admitidos em Fevereiro num centro de diagnóstico da Serra Leoa, onde foram testados com o novo método e pelo sistema de recolha tradicional.

Os pesquisadores compararam as duas e descobriram que o novo teste oferece resultados mais precisos num espaço mais curto de tempo.

A directora associada do Laboratório de Diagnóstico de Doenças Infecciosas do Hospital Infantil de Boston (EUA), Nira Pollock, assinalou que «em algumas ocasiões os resultados de laboratório demoram muitos dias a saírem».

«Atrasos como este não só provocam erros de diagnóstico e de tratamento, mas faz com que pacientes que não foram infectados entrem em unidades de tratamento onde podem se contaminar», destacou Pollock.

Além disso, a especialista em infecção do Hospital Infantil de Boston ressaltou que «este novo teste é capaz de detectar o vírus do ébola em amostras como uma pequena gota de sangue na roupa de cama, e pode ajudar na luta contra o vírus».

De acordo com a co-autora do estudo e médica na organização sem fins lucrativos Partners in Health, de Boston, Jana Broadhurst, «este teste pode ter um impacto imediato no cuidado dos pacientes e no controlo das infecções».

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados