Novo método para determinar momento exato da morteNotícias de Saúde

Quinta, 23 de Julho de 2015 | 21 Visualizações

Fonte de imagem: moodle

Até ao dia de hoje não existiam formas rigorosas de determinar o dia e a hora da morte de uma pessoa a partir das 36 horas. Contudo, um novo método, descoberto por cientistas da Universidade de Salzburgo, permitirá calcular o momento exato da morte mesmo dez dias após o acontecimento. Adicionalmente, até 240 horas passa a ser possível ter pelo menos uma estimativa de quando se deu a morte de alguém.
 
Os investigadores da Universidade de Salzburgo, na Áustria, observaram a forma como as proteínas e as enzimas musculares se degradam nos porcos.
 
Algumas das proteínas analisadas (por exemplo, a tropomiosina e a actinina) não mostravam qualquer tipo de alteração até após 240 horas.
 
Alguns produtos de degradação das proteínas surgem a determinado momento após a morte. Ao estudarem o momento de aparecimento desses produtos, os cientistas conseguiram calcular com maior exatidão o momento da morte.
 
Os investigadores estão agora a fazer as primeiras experiências com amostras humanas e os resultados iniciais são promissores.  
 
Peter Steinbacher, líder do estudo, explica que conseguiram “detetar alterações semelhantes e exatamente os mesmos produtos de degradação no tecido muscular humanos que os encontrados nas amostras de porcos”.
 
O recurso a tecido muscular nos estudos post-mortem apresenta diversas vantagens, tais como: o tecido muscular é o tecido mais abundante do corpo humano e por isso é fácil conseguir amostras deste; as proteínas dos tecidos musculares já estão bastante estudadas; este método é simples e consegue-se obter resultados em apenas um dia.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo levado a cabo pela Universidade de Salzburgo