Novo algoritmo pode denunciar excesso de álcoolNotícias de Saúde

Quinta, 30 de Abril de 2015 | 19 Visualizações

O álcool altera a perceção das coisas e o seu consumo faz-se notar. O tom da pele muda, a maneira de se movimentar também, até a forma como se fala.

Para muitos, esconder que está embriagado é algo necessário, mas há um grupo de investigadores que diz ter descoberto a fórmula para perceber quando alguém está alcoolizado.

Os cientistas gregos desenharam um algoritmo informático que se baseia no seu tom de pele, avança o La Vanguardia.

O álcool faz com que os vasos sanguíneos se notem na pele e leva a um aumento da temperatura, o que pode levar a que mais facilmente se fique com a cara rosada.

No estudo, os investigadores tiraram fotografias a 41 voluntários antes e depois de beberem quatro copos de vinho. Quando chegaram às diferentes fases de intoxicação, mas atingindo uma taxa de alcoolemia abaixo do limite legal permitido para conduzir, os cientistas analisaram as imagens e concluíram que o melhor indicador para avaliar o estado de alcoolismo de uma pessoa é a temperatura da cara e do seu nariz.

Assim, criaram um algoritmo que pode terminar quem está ou não sóbrio, com uma precisão de 90%. 

Este é um sistema que pode vir a ser adotado pelas autoridades.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados