Nigéria: tratar ébola pode valer 1.600 euros por dia a médicos portuguesesNotícias de Saúde

Domingo, 14 de Setembro de 2014 | 79 Visualizações

Os médicos portugueses que queiram ir trabalhar para uma clínica de tratamento do ébola em Lagos, na Nigéria, vão receber 1.600 euros por dia. A proposta da International SOS, uma multinacional de saúde, já foi enviada a um médico português, adianta o Diário de Notícias, citado pelo Notícias ao Minuto.

Sediada na Indonésia e Singapura, a empresa indica que os médicos não terão que tratar directamente os pacientes, apenas coordenar e monitorizar casos. Os horários e a especialidade não estão especificados, apenas que a admissão tem que acontecer o mais rapidamente possível.

O salário, roupa e acessórios para a protecção de infecção estão incluídos na oferta.

Esta empresa pretende criar, assim, uma equipa dedicada ao ébola.

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva explica que esta é uma oferta aliciante para os médicos. “É muito possível que atraia interessados. Um médico que receba 50 mil euros ao fim do mês ganha tanto como em dois anos em Portugal. Mais ainda se se tratar de um recém-especialista, que ganha 1.400 euros limpos”.

Partilhar esta notícia
Autor
DN
Referência
Notícias ao Minuto

Notícias Relacionadas