Mulheres expostas a químico antibacteriano comum mais propensas a osteoporoseNotícias de Saúde

Sábado, 29 de Junho de 2019 | 30 Visualizações

Fonte de imagem: TM Physio

As mulheres expostas ao químico triclosan são mais propensas a desenvolverem osteoporose, indica um novo estudo.
 
O triclosan é um composto químico amplamente utilizado como agente antibacteriano que desregula o sistema endócrino. 
 
Este químico pode ser encontrado em diversos bens de consumo e em produtos de higiene pessoal como sabonetes, pasta de dentes, desinfetantes para as mãos e colutórios. A exposição ao triclosan pode ainda suceder através de água contaminada.
 
Para este estudo, uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Escola de Saúde Pública de Hangzhou, na China, propôs-se analisar a associação entre as concentrações de triclosan na urina e a densidade mineral óssea e osteoporose em mulheres adultas.
 
Os investigadores analisaram dados recolhidos de uma sondagem à saúde e nutrição nos EUA, entre 2005 e 2010, e que incluía 1.848 mulheres com 20 ou mais anos de idade.
 
Foi observado que a presença de concentrações de triclosan na urina está negativamente associada à densidade mineral óssea e positivamente associada à prevalência de osteoporose. A evidência foi mais forte em mulheres na pós-menopausa do que nas que se encontravam na pré-menopausa.
 
“Estudos em laboratório demonstraram que o triclosan poderá ter potencial para afetar a densidade mineral óssea negativamente em linhas celulares ou em animais. Contudo, pouco se sabe sobre a relação entre o triclosan e a saúde óssea humana”, comentou Yingjun Li, autor correspondente do estudo. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism”

Info-Saúde Relacionados