Mezinha medieval mata bactéria ultraresistenteNotícias de Saúde

Quinta, 02 de Abril de 2015 | 78 Visualizações

É uma mezinha anglo-saxónica com mais de mil anos e é capaz de matar a superbactéria MRSA, uma bactéria resistente a antibióticos que todos os anos custa milhões de euros aos sistemas de saúde. Uma equipa da Universidade de Nottingham recriou e testou, com sucesso, a receita que vem descrita num manuscrito do século X, guardado na British Library.

A receita está incluída no livro The Leechbook, considerado um dos primeiros manuais médicos do mundo que contém uma série de recomendações médicas, bem como receitas para medicamentos e tratamentos. No manual, a mistura é apresentada como uma solução para tratar infeções oculares.

A mezinha consiste em duas espécies de alho (alho 'normal' ou alho francês), vinho e suco biliar do estômago de uma vaca. O manuscrito descreve uma forma muito específica de preparação desta pomada tópica que exige o recurso a uma panela de bronze para ferver, um coador para purificar a mistura e instruções para deixar a substância apurar durante nove dias.

Em Nothingham, a mistura foi testada 'in vitro' e, nos Estados Unidos, a mesma 'poção' foi testada, também com sucesso, em ratinhos. Em ambos os testes, a receita medieval revelou uma capacidade “extraordinária”.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas