Menopausa precoce e diabetes podem limitar a longevidadeNotícias de Saúde

Sexta, 19 de Outubro de 2018 | 38 Visualizações

Fonte de imagem: Medical News Today

Uma equipa de investigadores avaliou os riscos para a saúde associados à menopausa precoce e diabetes e efeito sobre a esperança de vida. 
 
Num estudo conduzido na Faculdade de Medicina da Universidade Erasmus, Holanda, os investigadores apuraram que as mulheres com uma menopausa precoce tinham morrido mais cedo, e vivido durante menos anos sem diabetes do que as mulheres que tinham tido uma menopausa em idade normal ou tardia.
 
É assumido que a diabetes e a menopausa precoce podem encurtar a vida. No entanto, não existem praticamente factos científicos que suportem o efeito da combinação da menopausa precoce e diabetes de tipo 2 sobre a longevidade e os anos vividos sem e com diabetes. 
 
Para a sua análise, os investigadores estudaram 3.650 mulheres na pós-menopausa, comparando a diferença na esperança de vida entre as que tinham tido uma menopausa precoce (aos 44 anos ou antes), normal (dos 45 aos 54 anos) e tardia (aos 55 anos ou depois), assim como as que tinham ou não diabetes. 
 
Em relação às mulheres com uma menopausa tardia, as que tinham tido uma menopausa precoce viveram menos 3,5 anos em geral, e menos 4,6 anos sem diabetes. 
 
Por outro lado, em relação às mulheres com a menopausa numa idade normal, a redução na esperança de vida nas mulheres que tinham tido menopausa precoce foi de 3,1 anos em geral, e de 3,3 sem diabetes. 
 
“A idade precoce na menopausa natural poderá estar associada a uma mortalidade precoce”, comentou JoAnn Pinkerton, Diretora Executiva da Sociedade Norte-Americana da Menopausa. 
 
“Foi descoberto que as mulheres com uma menopausa natural precoce tiveram uma longevidade mais curta, tiveram uma maior possibilidade de serem diagnosticadas com diabetes e viveram menos anos sem diabetes do que as com a menopausa a ocorrer após os 45 anos ou após os 55 anos”, rematou. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Menopause”

Notícias Relacionadas