Meditação pode ser mais eficaz a aliviar a dor do que a morfinaNotícias de Saúde

Quarta, 18 de Novembro de 2015 | 51 Visualizações

Fonte de imagem: meditacaoepaz

Estudo sugere que fazer meditação pode reduzir a dor mais eficazmente do que tomar medicamentos fortes como a morfina.

Um estudo norte-americano diz que apenas fazer 20 minutos de meditação por dia pode ser mais eficaz a reduzir a dor do que tomar fármacos como a morfina.

Como reporta o Daily Mail, esta investigação realizada pelo Wake Forest Baptist Medical Centre, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, recrutou 75 pessoas saudáveis e sem qualquer tipo de dor. Depois dividiu estas pessoas em grupos e testou as suas respostas à dor.

Divididos por quatro categorias: meditação mindfulness, placebo ou meditação sham, creme placebo de geleia de petróleo e um grupo de controlo que não teve nada.

Enquanto estavam na atividade do seu respetivo grupo foram submetidos a uma série de exames cerebrais ao mesmo tempo que uma sonda aquecida era pressionado contra a sua pele, até chegar aos 49ºC . E foi-lhes pedido que classificassem a intensidade da dor, a sensação física e o incómodo da dor – a resposta emocional.

Os exames mostraram que as pessoas que desenvolviam técnicas de respiração e relaxamento apresentavam um apaziguamento das regiões do cérebro que respondem à dor. Aliás, durante a meditação, estas zonas pareciam ‘desligadas’.

Investigações passadas mostraram que a morfina reduz a dor física em 22% mas o grupo que realizou meditação mindfulness neste estudo reportou que a intensidade da dor foi reduzida em 27% e em 44% no que toca ao aspeto emocional da dor.

Como o principal autor deste estudo, Dr. Fadel Zeidan, destacou no Journal of Neuroscience, “este é o primeiro estudo a mostrar que a meditação mindfulness é mecanicamente distinta e produz o alívio da dor acima e além dos efeitos analgésicos observados com qualquer creme placebo ou meditação sham.” 

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas