Médicos reclassificam tumor relacionado com a tiróideNotícias de Saúde

Sábado, 16 de Abril de 2016 | 235 Visualizações

Fonte de imagem: praxis-biebera

Um tipo de tumor esteve durante muitos anos na base dos tratamentos para a tiróide, mas sabe-se, agora, que não se trata de cancro.

Um pequeno nódulo na tiróide que está cercado por uma capsula de tecido fibroso foi, até agora, alvo de tratamentos oncológicos por ser uma ameaça para o cancro da tiróide. Mas sabe-se, agora, que este tumor não é, afinal, cancro.

A reclassificação surgiu depois de um vasto leque de médicos de todo o mundo terem chegado à conclusão de que o tumor não é, afinal, cancerígeno e que, por isso, não justifica os tratamentos agressivos a que milhares de pessoas em todo o mundo estão sujeitas, lê-se no The New York Times.

Publicada esta quinta-feira na Jama Oncology, a investigação indica ainda que é necessário olhar com outros olhos para mais tumores, como o da mama - cujos tratamentos à base de quimioterapia têm vindo a ser altamente criticados pelo corpo clínico, que cada vez mais defende a ideia d que o melhor tratamento é o não tratamento.

Quanto ao nódulo da tiróide que foi reclassificado, os investigadores descobriram que, apesar de ter uma semelhança idêntica aos tumores malignos, as células existentes não são cancerígenas, o que faz com que o tratamento radioativo e à base de iodo seja desnecessário e até mesmo possivelmente prejudicial.

O até agora carcinoma papilar de tiróide com encapsulado folicular passa a chamar-se neoplasma folicular tiróideo não-invasivo com núcleo com caraterísticas papilares. O termo carcinoma desaparece e toda a conotação cancerígena também.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA