Libertar mosquitos contaminados é truque para combater dengueNotícias de Saúde

Sexta, 26 de Setembro de 2014 | 58 Visualizações

Fonte de imagem: fiocruz.br

A libertação de mosquitos contaminados com uma bactéria é a estratégia que está a ser adotada no Rio de Janeiro, Brasil, para travar a propagação da febre de dengue.

Ao longo dos próximos quatro meses vão ser lançados semanalmente no Rio de Janeiro, Brasil, 10 mil mosquitos contaminados com uma bactéria que promete combater a febre de dengue.

Segundo o Expresso, a estratégia foi adotada pela primeira vez na Austrália, em 2009, e replicada em outros países. Sendo o Brasil um dos países com mais pessoas infetadas, os cientistas da Fundação Oswaldo Cruz consideraram que fazia sentido levar a cabo esta tentativa.

Após um mosquito Aedes aegypti ser contaminado com Wolbachia (bactéria que impede a transmissão do vírus da dengue), a bactéria mantém-se nas gerações futuras.

O objetivo é fazer com que toda a população destes mosquitos fique contaminada, impedindo a propagação da dengue, que já levou a 800 mortes entre 2009 e 2014.

Se a experiência for bem-sucedida, a mesma técnica será adotada noutras áreas do Brasil.

 

Partilhar esta notícia
Referência
Expresso

Notícias Relacionadas