Investigadores recomendam a não redução da imunização de três doses contra HPVNotícias de Saúde

Sábado, 15 de Fevereiro de 2014 | 45 Visualizações

Normalmente, a imunização contra papilomavírus humano (HPV) consiste em três doses da vacina. No entanto, os médicos discutem se duas doses são ou não suficientes. Em um estudo publicado no "JAMA", investigadores suecos se posicionam contra isso.

Investigadores do Instituto Karolinska analisaram dados de mais de um milhão de meninas e mulheres (de 10 a 24 anos) imunizadas na Suécia contra HPV entre 2006 e 2010. Oito em cada dez receberam três vacinas e as demais, uma ou duas doses. Em média, 3,8 anos após a vacinação, os médicos compararam a ocorrência de verrugas genitais a fim de avaliar a eficácia da imunização.

Mais de 20.000 casos de verrugas genitais foram registrados, possibilitando uma associação entre o número de vacinas e o número de casos. Na faixa de 10 a 16 anos, a proteção contra verrugas genitais alcançou 71% com duas doses e 82% com três doses, disse a autora do estudo, Lisen Arnheim Dahlstroem. Dessa forma, os investigadores recomendam que, por enquanto, o número recomendado de vacinas seja mantido.

Partilhar esta notícia
Autor
Estudo publicado no "JAMA" / Univadis
Referência
Investigadores do Instituto Karolinska