Indução do parto poderá prevenir cesarianaNotícias de Saúde

Domingo, 28 de Outubro de 2018 | 19 Visualizações

Fonte de imagem: Newsweek

A indução do parto às 39 semanas em mães pela primeira vez poderá ajudar a prevenir a necessidade de um nascimento por cesariana e ainda de hipertensão, demonstrou um estudo.
 
Conduzido por George Saade, diretor de Obstetrícia no Departamento de Medicina da Universidade do Texas, EUA, o estudo revelou ainda que os bebés nascidos por indução de parto às 39 semanas de gestação não apresentaram resultados piores em comparação com os que não tinham nascido por indução às 39 semanas. 
 
“Na verdade, apresentavam menos problemas respiratórios”, afirmou o investigador. 
 
Para o estudo, os investigadores contaram com a participação de 6.100 grávidas saudáveis que iam ser mães pela primeira vez. 
 
A equipa dividiu aleatoriamente as mulheres em dois grupos. Um grupo de 3062 mulheres teve o parto induzido às 39 semanas; o outro grupo, de 3044 grávidas, esperou que o trabalho de parto iniciasse naturalmente.  Algumas das mulheres deste segundo grupo tiveram que ter o parto induzido após as 39 semanas por razões clínicas.
 
Como resultado, nas mulheres em que o parto foi induzido às 39 semanas verificaram-se índices de cesariana significativamente inferiores aos das mães do grupo de início natural de trabalho de parto.
 
“Este foi o primeiro ensaio de grande escala sobre este tópico e o seu resultado terá um impacto significativo sobre a gestão da gravidez porque vai contra a crença que a indução aumentaria a cesariana e conduziria a resultados piores”, comentou George Saade.
 
O investigador acrescentou que espera com estes resultados que os índices de partos por cesariana diminuam substancialmente, assim como os de hipertensão durante a gravidez, uma doença que pode provocar complicações graves e mesmo morte.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “New England Journal of Medicine”

Notícias Relacionadas