Homens não aguentam e estudo sobre contracetivo é canceladoNotícias de Saúde

Quinta, 03 de Novembro de 2016 | 17 Visualizações

Fonte de imagem: Superinteressante

Vários homens desistiram de um estudo que testava a eficácia de um contracetivo injetável masculino por não conseguirem lidar com os efeitos colaterais – comuns também nas mulheres que fazem contraceção hormonal.

As mulheres que já tomaram contracetivos hormonais sabem que os efeitos secundários podem incluir dores de cabeça, náuseas, ganho de peso, diminuição da libido, mudanças de humor e muito mais.

Foi esta combinação que 20 homens não aguentaram. Estes homens estavam entre os voluntários de um estudo da Universidade de Edimburgo, na Escócia, que testava um contracetivo masculino injetável.

O estudo já estava adiantado e tinha descoberto que o método poderia ter sucesso em 96% dos 320 homens entre os 18 e os 45 anos que participaram na investigação.

Mas o estudo teve de ser interrompido quando parte deles começou a sentir os mesmos efeitos que as mulheres têm quando tomam contracetivos hormonais.

“Destes 20, seis pararam por mudanças no humor e os outros por terem palpitação, acne, dor ou disfunção erétil e outros”, revelou o estudo.

Segundo o investigador Mario Philip Reyes, da World Health Organization, mesmo com as desistências o resultado foi positivo: “O estudo descobriu que é possível ter um contracetivo hormonal para homens que reduza o risco de gravidez não planeada nas suas parceiras” como cita o site Bustle.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho

Info-Saúde Relacionados