Hidratas-te bem?Notícias de Saúde

Sábado, 12 de Setembro de 2015 | 24 Visualizações

Fonte de imagem: corramelhor

A nossa necessidade de líquidos é permanente, visto 60% a 70% do nosso peso ser água. Mas líquidos não significa apenas água, pois não nos devemos esquecer que ¼ da água que consumimos está contida nos alimentos. Existe a tendência da sensação de sede reduzir com a idade, o que aumenta a necessidade de estar atento à necessidade de ingestão de líquidos.

Sopa ou frutos com elevada percentagem de água como o ananás e a melancia devem ser incluídos numa dieta normal pois além de ajudarem a manter os níveis de hidratação, contribuem com outros elementos, como por exemplo a bromeilaina , enzima proteolítica presente no sumo de ananás, com propriedades anti inflamatórias .

Dietas com um elevado consumo de proteínas ou de fibra, bem como o consumo de álcool ou mesmo determinadas doenças requerem um maior consumo de água. Em termos de referência, um consumo diário adequado deverá corresponder a 2 copos de água por cada 500 calorias consumidas, isto tratando-se de indivíduos sedentários. Um aumento da atividade física deverá ser naturalmente acompanhado de um aumento da hidratação.

Sabendo os riscos para a saúde de uma deficiente hidratação, um consumo de água em excesso também não é correto, podendo levar a situações de hiponatremia (níveis de concentração de sódio no sangue, anormalmente baixos) com sintomas neurológicos, dores de cabeça, náuseas e vómitos.

Embora sejam situações raras, os atletas, nomeadamente os maratonistas, ou pessoas que estejam a tomar determinados medicamentos que aumentam a sede, podem sofrer destes sintomas e terão que estar atentos para que o consumo de água não seja em excesso, e se traduza numa intoxicação do organismo. A escolha, nestes casos, de bebidas com adição de sódio, potássio e outros minerais (isotónicas) pode ser uma boa solução.

Uma correta hidratação, nomeadamente antes da prática do exercício físico, serve também para manter a circulação e o suor a níveis ótimos e evitar situações de sobreaquecimento em caso de atividade física intensa e/ou em ambientes quentes.

Outras bebidas como o chá, nas suas variedades mais ou menos ricas em catequinas, que pode ser bebido frio no verão e quente no inverno, cumprem também o seu papel de hidratação.

Partilhar esta notícia
Referência