Gripe pode fazer aumentar o risco de ataque cardíacoNotícias de Saúde

Terça, 30 de Janeiro de 2018 | 30 Visualizações

Fonte de imagem: Dieta Definitiva

Um novo estudo revelou um facto surpreendente: a gripe sazonal pode fazer aumentar o risco de ataque do miocárdio em indivíduos em risco de doença cardíaca.
 
Desenvolvido por uma equipa de investigadores do Instituto de Ciências Avaliativas Clínicas e da Saúde Pública de Ontário, Canadá, o estudo que investigou os riscos da gripe sazonal para a saúde teve por base a análise de quase 20.000 casos de adultos que tinham tido gripe, confirmada em testes de laboratório, entre 2009 e 2014.
 
Os investigadores, liderados por Jeffrey Kwong, isolaram 332 indivíduos daquele grupo que tinham sido internados num hospital devido a um ataque de miocárdio, no espaço de um ano após terem sido infetados com o vírus da gripe.
 
A análise conduzida pela equipa de investigadores revelou uma ligação significativa entre um diagnóstico de infeção respiratória aguda, particularmente a gripe, e um risco mais elevado de ataque agudo de miocárdio.
 
Mais, a possibilidade de um indivíduo com gripe, e em situação de risco cardíaco, sofrer um ataque de miocárdio é seis vezes maior na primeira semana a seguir ao diagnóstico de gripe.
 
Os investigadores detetaram ainda que alguns grupos são mais vulneráveis a este risco, como é o caso dos adultos mais velhos, com 65 anos e mais de idade, indivíduos infetados com o vírus da estirpe B da gripe e ainda indivíduos que nunca tenham tido um ataque do miocárdio.
 
Foi ainda detetado um maior risco de ataque de miocárdio em indivíduos com outros tipos de vírus respiratórios, embora a um nível menos significativo.
 
Os resultados apurados confirmam os de outros estudos que evidenciavam correlações entre tomar a vacina da gripe e um menor risco de eventos cardiovasculares adversos. 
 
“Os nossos achados, combinados com evidência anterior em que a vacinação para a gripe reduz os eventos e mortalidade cardiovasculares, suportam as diretrizes internacionais que preveem a imunização contra a gripe em quem apresenta um risco elevado de ataque cardíaco”, concluiu Jeffrey Kwong.

 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “New England Journal of Medicine”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados