Gene de cancro da mama responsável também por hepatoblastomaNotícias de Saúde

Sexta, 13 de Setembro de 2019 | 19 Visualizações

Fonte de imagem: Medical News Today

Investigadores da Universidade de Osaka, Japão, poderão ter descoberto a origem do hepatoblastoma, um tipo de cancro pouco comum em adultos, mas muito frequente em crianças.
 
Este tipo de cancro do fígado é tratável devido aos avanços da medicina, mas nos casos mais agressivos em crianças as opções de tratamento não são eficazes, levando a poucas hipóteses de sobrevivência.
 
Estudos anteriores tinham revelado que cerca de 90% dos pacientes com hepatoblastoma tinham mutações no gene Beta-catenina.
 
Como parte da sua sinalização, a proteína da Beta-catenina ativa os genes necessários ao crescimento celular e diferenciação. Sem verificação, este gene dá origem a tumores.
 
As mutações dos componentes de sinalização do gene Beta-catenina, que levam à sua acumulação, também dão origem a várias formas de cancro.
 
Os investigadores descobriram, em ratos com cancro do fígado, que a sobreexpressão da Beta-catenina elevou a expressão do gene GREB1, um gene regulador de crescimento por estrogénio, implicado no crescimento do cancro da mama.
 
A equipa verificou que o GREB1 (Growth Regulation by Estrogene in Breast cancer1) seria o principal alvo da Beta-catenina e que, ao ser suprimido nos ratos, as células do hepatoblastoma proliferavam menos, dando origem a menos tumores.
 
Espera-se que esta descoberta dê origem a novas formas de tratamento mais eficazes dirigidas ao GREB1.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Nature Communications”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados