Gene da artrite psoriática identificadoNotícias de Saúde

Segunda, 09 de Fevereiro de 2015 | 724 Visualizações

Um consórcio de investigadores europeus descobriu um gene que confirma a existência da artrite psoriática, dá conta um estudo publicado na revista “Nature Communications”.
 
A artrite psoriática é um tipo de artrite inflamatória que causa dor e rigidez das articulações e tendões podendo conduzir a lesões articulares. A maioria dos pacientes com artrite psoriática também sofre de psoríase e, em muitos casos, a doença da pele aparece antes da artrite psoriática. No entanto, apenas um terço dos pacientes com psoríase desenvolve artrite psoriática.
 
Até à data, a comunidade científica ainda não conseguiu esclarecer se a artrite psoriática é uma doença por si só ou se é uma combinação da psoríase e artrite reumatoide.
 
“O nosso estudo começa a revelar informações importantes sobre a genética da artrite psoriática que explicam as diferenças fundamentais entre psoríase e artrite psoriática. Os nossos resultados também chamam a atenção para as células T CD8+ as quais são a chave para o desenvolvimento da inflamação na artrite psoriática”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, John Bowes.
 
O gene agora identificado está localizado no cromossoma 5 e não é o primeiro a ser associado especificamente à artrite psoriática. Os pacientes que expressam o gene HLA-B27 também são mais suscetíveis de desenvolver artrite psoriática.
 
Os investigadores esperam que, através da identificação dos genes que predispõem as pessoas para a artrite psoriática e não para a psoríase, seja possível no futuro testar se os pacientes com psoríase se encontram em maior risco de desenvolver artrite psoriática. “Isto levanta a possibilidade de no futuro introduzir tratamentos para prevenir o desenvolvimento da artrite psoriática nestes indivíduos”, revelou, em comunicado de imprensa, uma das autoras do estudo, Anne Barton.
 
"Este é um achado importante não só porque pode ajudar a estabelecer a artrite psoriática como uma condição, mas pode ter grandes implicações na forma como os pacientes com esta condição são tratados e conduzir ao desenvolvimento de fármacos, especificamente desenvolvidos para a artrite psoriática, os quais são muito necessários”, conclui Stephen Simpson.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Nature Communications”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados