Estudo confirma ligação entre consumo de canábis e esquizofreniaNotícias de Saúde

Segunda, 02 de Janeiro de 2017 | 34 Visualizações

Fonte de imagem: Colorado Springs

Novo estudo revela que as pessoas com risco genético aumentado para esquizofrenia têm mais tendência para consumir canábis.

Uma investigação genética publicada recentemente na revista científica Psychological Medicine descobriu uma ligação causal entre o risco de esquizofrenia e o consumo de canábis e que as pessoas que experimentam a droga também aumentam o risco de ter a condição.

O estudo, realizado por investigadores da Escola de Psicologia Experimental da Universidade Bristol, no Reino Unido, analisou os fatores genéticos que podem prever se uma pessoa é suscetível a usar canábis e também o seu risco esquizofrenia. Os resultados confirmaram que começar a fumar canábis pode aumentar o risco de esquizofrenia, mas, em especial, as pessoas com genes associados à doença são mais propensas a consumir a droga e a fazê-lo de forma abusiva – sendo que está provado que a canábis pode ajudar a aliviar sintomas de esquizofrenia.

Segundo os autores, uma explicação possível para esta ligação é que os fatores genéticos que aumentam o risco de esquizofrenia são mais fortes do que aqueles que determinam a probabilidade do consumo de canábis. Outra possível explicação é que “as pessoas com maior risco de esquizofrenia podem desfrutar mais dos efeitos psicológicos da canábis”, de acordo com Marcus Munafò, coautor do estudo.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados