Estudo: Beber chá diminui risco de morte precoceNotícias de Saúde

Segunda, 01 de Setembro de 2014 | 110 Visualizações

Beber chá reduz o risco de mortalidade precoce por causas não cardiovasculares em 24%. A conclusão é de um estudo desenvolvido em França entre 2001 e 2008 e apresentado este domingo durante um congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC) que decorreu em Barcelona, Espanha.

A investigação em causa, levada a cabo por cientistas do Centro de Medicina Preventiva Paris IPC, envolveu 131.401 pessoas com idades entre os 18 e os 95 anos consideradas saudáveis. Durante três anos e meio de acompanhamento registaram-se 95 mortes por causas cardiovasculares e 632 mortes por outras causas.

No decurso do estudo, os investigadores, coordenados pelo francês Nicolas Danchin, analisaram, através de questionários preenchidos pelos participantes, o consumo de café e chá segundo três critérios: inexistência de ingestão de qualquer uma das bebidas, ingestão de uma a quatro chávenas por dia ou ingestão diária de mais de quatro chávenas.

"Investigámos os efeitos do café e do chá na mortalidade por causas cardiovasculares e por outras causas numa amostra ampla de cidadãos francês com baixo risco de doença cardíaca", explicou Danchin, citado num comunicado da ESC, durante o congresso. 

A equipa de Danchin observou que aqueles que bebiam café tinham um risco de doença cardiovascular superior, em particular quando o hábito estava associado ao tabagismo, face aos que não ingeriam a bebida. Pelo contrário, quem bebia chá apresentava um risco cardiovascular menor do que quem não o fazia.

Vale a pena escolher chá em detrimento do café

"Em termos gerais, a tendência é para a existência de um maior risco cardiovascular entre quem bebe café e de um menor risco entre quem bebe chá. Além disso, encontrámos também grandes diferenças quanto ao género. Os homens bebem muito mais café do que as mulheres, ao passo que as mulheres tendem a beber mais chá do que os homens", notou o especialista. 

Segundo Danchin, "se tivermos de escolher entre beber chá e beber café, é, provavelmente, preferível beber café". Isto porque o estudo, indicou o investigador, mostrou que "o chá reduziu o risco de morte por causas não cardiovasculares em 24%" e apresentou bons indicadores ao nível da redução do risco de morte por doença cardiovascular. 

De acordo com o investigador, os benefícios do chá estão associados à presença de antioxidantes. Além disso, "quem bebe chá tem tendência a ter, também, estilos de vida mais saudáveis, pelo que saber se é a bebida ou a própria personalidade que levam à proteção da saúde continua a ser uma questão em aberto". 

"Embora a resposta fique pendente, acho que, [face a estes resultados], é honesto recomendar que se beba chá em vez de café ou mesmo em alternativa a não beber nada", conclui Danchin. 

Partilhar esta notícia
Referência
Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC)

Notícias Relacionadas