Estatinas associadas a maior risco de diabetes de tipo 2Notícias de Saúde

Sexta, 08 de Março de 2019 | 26 Visualizações

Fonte de imagem: Spectator Health

A toma de estatinas foi associada a um risco mais elevado de desenvolvimento de diabetes de tipo 2, anunciou um novo estudo.
 
O estudo, que foi conduzido por uma equipa de investigadores do Centro Médico da Universidade Erasmus, na Holanda, apurou que os utilizadores de estatinas apresentam uma maior propensão para fatores de risco que contribuem para a diabetes de tipo 2, nomeadamente níveis de glicose mais elevados e resistência à insulina.
 
Os investigadores contaram com dados recolhidos de 9.535 indivíduos com mais de 45 anos de idade e que tinham participado num estudo populacional holandês conhecido como Estudo de Roterdão.
 
Os participantes não apresentavam diabetes no início do estudo, em 2007, e foram seguidos durante um período de até 15 anos.
     
Foi observado que, em relação aos participantes que nunca tinham usado estatinas, os utilizadores daqueles fármacos para o colesterol apresentavam uma maior tendência a terem concentrações superiores de glicose sérica em jejum e resistência à insulina.
 
Com efeito, os participantes que já tinham usado estatinas apresentavam um risco 38% mais elevado de desenvolverem diabetes de tipo 2 durante o estudo. 
 
O risco de diabetes foi especialmente prevalente nos indivíduos com incapacidade em manter os índices de glicose equilibrados e nos que tinham excesso de peso ou eram obesos, indicaram os autores.
 
Bruno Sticker, autor sénior do estudo, concluiu que “os achados sugerem que, nos pacientes que iniciem tratamento com estatinas, poderão ser adotadas estratégias como controlo do açúcar no sangue e perda de peso para minimizar o risco de diabetes”. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “British Journal of Clinical Pharmacology”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados