Estado volta a comparticipar cuidados de saúde em termasNotícias de Saúde

Segunda, 05 de Março de 2018 | 57 Visualizações

Fonte de imagem: Termas Monchique

A medida está prevista no Orçamento do Estado para 2018 e pode entrar em vigor na segunda metade do ano.

 

O Estado português vai voltar a comparticipar os cuidados de saúde prestado em termas, depois dos reembolsos terem sido suspensos em 2011, com o programa de assistência financeira da troika, noticia o “Jornal de Notícias” (JN) esta segunda-feira.

Um grupo de trabalho formado há dias vai reunir hoje para, mais do que repor a situação anterior, estudar e propor um novo modelo que integra os tratamentos em termas no Serviço Nacional de Saúde. O objetivo será o de separar os cuidados de saúde prestados em termas de outras comparticipações no privado.

A medida está prevista no Orçamento do Estado para 2018 e deverá entrar em vigor na segunda metade do ano, refere o JN.

“Precisamos que haja boas notícias sobre este assunto o mais brevemente possível, de forma a ter impacto, ainda este ano, na saúde dos portugueses e nas reervas das estâncias termais, numa altura em que muitas se preparam para abrir a época”, afirmou Teresa Vieira, presidente da Associação das Termas de Potugal, ao JN.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas