Está grávida? 5 hábitos que deve eliminar jáNotícias de Saúde

Sábado, 13 de Setembro de 2014 | 154 Visualizações

O que deve modificar no seu estilo de vida para uma gravidez saudável

1. Tabagismo

Se ainda fuma, faça da gravidez uma motivação extra para abandonar este hábito. Fumar durante a gravidez afeta a sua saúde e a do bebé – com repercussões na saúde futura deste. Os compostos químicos que existem num cigarro e que inalamos quando fumamos são transportados através da corrente sanguínea e vão diretamente para o bebé.

Fumar durante a gravidez... 

•    Diminui a quantidade de oxigénio disponível para o bebé e para a mãe; 
•    Aumenta a frequência cardíaca do bebé;
•    Aumenta a probabilidade de aborto, de parto prematuro ou de baixo peso do bebé à nascença; 
•    Aumenta o risco de o bebé desenvolver problemas respiratórios; 
•    Aumenta o risco de Síndrome de Morte Súbita.

2. Ingerir bebidas alcoólicas

A recomendação é para que que a grávida não consuma bebidas alcoólicas. Um estudo recente da Universidade de Manchester apurou que a ingestão de bebidas alcoólicas, mesmo que moderada, nos primeiros meses de gravidez, pode prejudicar o desenvolvimento e crescimento da placenta, o que impede o fornecimento ideal de nutrientes e de oxigénio para o bebé.

3. Fazer uma alimentação desequilibrada

Ter uma dieta pobre e desequilibrada tem consequências em qualquer fase da vida, favorecendo o excesso de peso e o desenvolvimento de várias doenças. Por isso, agora que está grávida, é ainda mais importante que modifique os seus hábitos. Uma dieta saudável durante a gravidez ajuda o bebé a desenvolver-se e a crescer e, por outro lado, mantém a mãe saudável e em forma. 

Não é necessário fazer uma dieta especial mas é importante assegurar que é variada, equilibrada e fracionada e que os alimentos que ingere são ricos em vitaminas e minerais (como a fruta e os vegetais) e pobres em gorduras e açúcares – o que também é importante para prevenir a diabetes gestacional. 
Por outro lado, o médico vai aconselhá-la em relação aos alimentos que deve evitar e os cuidados que deve ter a nível da preparação e confeção. E não se esqueça: não tem de “comer por dois” – isso é um mito!

4. Beber muitos cafés

Segundo o American College of Obstetricians and Gynecologists, o consumo de cafeína durante a gravidez não constitui um risco para a saúde da mãe e do bebé se não ultrapassar os 200 mg por dia – o que corresponde a dois cafés, aproximadamente. No entanto, tenha em mente que não é só o café que contém cafeína, esta também está presente no chá, alguns refrigerantes e até no chocolate. Para saber mais leia o artigo “Onde se esconde a cafeína”. 

5. Não conseguir gerir o stresse

É difícil que a gravidez e o próprio dia a dia não provoquem momentos de stresse. Mas, segundo alguns especialistas, quando o stresse deixa de ser ocasional pode ser prejudicial para a mãe e para o bebé. A capacidade que o organismo tem de lidar com o stresse é afetada se este for continuado, levando a que o corpo reaja exageradamente e desencadeie uma reação inflamatória. 
Tente defender-se dos efeitos do stresse mantendo uma rotina tranquila, aconselhando-se com o médico sobre as possíveis causas para o stresse que está a sentir, bem como as  estratégias que pode adotar para preveni-lo e geri-lo (meditação, entre outras técnicas).

Partilhar esta notícia
Referência
Cuf

Notícias Relacionadas