Engravidar tarde? Não é assim tão fácilNotícias de Saúde

Segunda, 21 de Setembro de 2015 | 139 Visualizações

Fonte de imagem: gineco

Cerca de 30% das mulheres recorrerem a tratamentos de fertilização a partir dos 40 anos. Mas, apesar dos avanços da medicina, pode não ser assim tão fácil.

Um levantamento do site da revista Veja mostra que 30% das mulheres que recorreram a tratamentos de fertilização já chegaram aos 40 anos. Mas, apesar dos avanços da medicina, os especialistas alertam que não é assim tão fácil engravidar depois dos 40 anos.

Paulo Serafini, professor de reprodução humana e diretor do Grupo Huntington, destaca que apesar de socialmente ser muito cedo para engravidar, sob o aspeto biológico é antes dos 30 anos que a mulher tem mais probabilidades de engravidar.

A probabilidade de gravidez natural antes dos 30 anos é de 30%, sendo que com a ajuda da medicina pode chegar aos 60%. Mas a fertilidade começa a cair vertiginosamente com o avançar da idade.

Aos 40 anos, a probabilidade natural é de 10% e com tratamentos é de 20%, no máximo.

O levantamento realizado pelo site da revista Veja sugere que a maioria das mulheres com mais de 40 anos que procuram tratamentos para engravidar acredita que será fácil. Mas muitas vezes, como sugere Pedro Monteleone, diretor da Clínica de Reprodução Humana Monteleone e coordenador do Centro de Reprodução Humana do Hospital das Clínicas de São Paulo, acabam por utilizar óvulos doados.

Como reporta a mesma revista, se os médicos pudessem eleger uma idade ideal para as mulheres engravidarem seria entre 25 e 30 anos. Mas como muitas vezes nesta idade não recolhem as condições necessárias, os especialistas sugerem a congelação de óvulos por volta dos 30 anos, para tentar garantir o sucesso do tratamento.

Cerca de 30% das mulheres recorrerem a tratamentos de fertilização a partir dos 40 anos. Mas, apesar dos avanços da medicina, pode não ser assim tão fácil.

Partilhar esta notícia
Referência