E se os adoçantes forem o segredo para ter menos apetite por doces?Notícias de Saúde

Terça, 03 de Novembro de 2015 | 31 Visualizações

Fonte de imagem: bolsademulher

São um dos substitutos do açúcar, mas dos que mais dúvidas suscitam. Para já, reina uma certeza: os adoçantes não aumentam o apetite.

Doce. Quanto mais doce, melhor. A tendência para escolher alimentos adocicados é inata às pessoas e está na origem de uma das maiores epidemias dos últimos tempos: a obesidade.<img data-cke-saved-src="http://eu-gmtdmp.gd1.mookie1.com/tagr/v1/activity?acid=23&inst=EU&tagid=1614997827&src.rand=[timestamp]&trb.clientID=239&trb.activityID=20223&redirect_url=https%3A%2F%2Fsecure.adnxs.com%2Fseg%3Fadd%3D3278700%26t%3D2%E2%80%9D%20border=" src="http://eu-gmtdmp.gd1.mookie1.com/tagr/v1/activity?acid=23&inst=EU&tagid=1614997827&src.rand=[timestamp]&trb.clientID=239&trb.activityID=20223&redirect_url=https%3A%2F%2Fsecure.adnxs.com%2Fseg%3Fadd%3D3278700%26t%3D2%E2%80%9D%20border=" 0"="" width="1" height="1" style="line-height: 1.6em; box-sizing: border-box; border: 0px; vertical-align: middle;">

Para combater o consumo desenfreado de açúcar – e açúcares adicionados – existem os adoçantes baixos em calorias, uma escolha de milhares de pessoas, mas que continua a ser alvo de ceticismo.

Para desfazer toda e qualquer dúvida, o simpósio ‘Sabor adocicado: a ciência por trás da preferência dos sabores doces, e o seu efeito sobre o apetite, controlo de peso e a qualidade da alimentação’ reuniu os principais especialistas em psicologia, nutrição e ciências comportamentais para “apresentar as mais recentes conclusões sobre alimentos doces baixos em calorias e debater se os adoçantes de baixas calorias podem ajudar a satisfazer o nosso desejo por sabores doces sem calorias adicionadas”, lê-se num comunicado enviado às redações.

E foi neste encontro que a médica especialista France Bellisle concluiu que, após mais de 30 anos de pesquisa, “os adoçantes de baixas calorias não aumentam o nosso apetite por doces, pelo contrário as evidências sugerem que, na verdade, levam a uma diminuição do apetite por produtos doces”.

Peter Rogers apresentou também os resultados do seu estudo, publicado online no International Journal of Obesity em setembro deste ano, em que refere que “os dados disponíveis indicam claramente que o consumo de adoçantes de baixas calorias, em vez de açúcar, em crianças e adultos, conduz a uma redução no consumo de energia e o peso corporal, possivelmente também em comparação com a água”, lê-se na mesma nota.

Partilhar esta notícia
Referência