É de todas estas formas que a solidão afeta a saúdeNotícias de Saúde

Sábado, 18 de Março de 2017 | 38 Visualizações

Fonte de imagem: Daily Health Post

Independentemente da idade em que se ‘aloja’ na vida da pessoa, a solidão é um dos principais inimigos da saúde. Veja como pode roubar anos de vida.

A sabedoria popular diz que ‘mais vale só do que mal acompanhado’, mas a ciência não parece concordar muito com este velho ditado, uma vez que se multiplicam as provas de que a solidão pode mesmo tirar anos de vida.

Embora seja mais benéfico para a saúde estar sozinho (ou, para sermos mais precisos, solteiro) do que numa relação infeliz, a verdade é que a solidão não é o melhor caminho a seguir, uma vez que são vários os aspetos na saúde em que interfere.

A título de exemplo, conta o site Bustle, um recente estudo norte-americano encontrou uma ligação bastante próxima entre a solidão e as doenças de coração, sendo as mulheres negras as mais vulneráveis a esta união que pode ser fatal. A ligação entre a solidão e os problemas de coração já não é nova, nem o impacto que tem no aparecimento do cancro (ou dificuldade no tratamento).

Embora a solidão possa ser vista como um fator social, o seu impacto pode ser muito notório a nível físico e emocional, sendo a depressão uma das causas e das consequências mais comuns da solidão. A depressão e a solidão atuam como uma espécie de ciclo vicioso capaz de provocar ainda stress, hostilidade, infelicidade e perda de confiança, diz o site, que salienta ainda o impacto da solidão na demência e na capacidade de ser um dos desencadeadores de Alzheimer.

E uma vez que a solidão está ligada ao stress, a qualidade do sono tende a ficar comprometida, afetando o bem-estar de uma forma muito negativa, uma vez que os níveis de ansiedade tendem também a aumentar.

Diz o site Bustle que a solidão é tão má como qualquer outra doença, podendo contribuir para a morte prematura, tal e qual como o hábito de fumar ou a obesida defazem. E quando lhe dissemos no início deste artigo que a solidão pode tirar anos de vida, não estávamos a exagerar. Um estudo da University College London revela que a solidão aumenta em 26% a probabilidade de uma pessoa morrer.

Partilhar esta notícia
Referência