Doente com VIH curado em Londres é o segundo no mundoNotícias de Saúde

Segunda, 16 de Março de 2020 | 31 Visualizações

Fonte de imagem: © iStock

Um estudo liderado por Ravindra Kumar Gupta da U. Cambridge revela o segundo paciente no mundo a ser curado do vírus do VIH.
 
O tratamento aplicado no paciente passou por transplante de células-tronco de pessoas com o gene CCR5delta32/delta32 que as torna imunes ao VIH. O transplante impede que o vírus se replique ao substituir as células imunitárias do doente pelas células imunitárias do dador.
 
De seguida, o doente foi submetido a quimioterapia para eliminar resíduos do vírus que poderiam permanecer.
 
As análises ultrassensíveis feitas a amostras de sémen, de fluído cefalorraquidiano, de sangue e de tecido intestinal ao fim de 30 meses da interrupção dos antirretrovirais não demonstraram qualquer atividade viral. 
 
A contagem de células CD4 que indicam o estado das células imunitárias revelou também um sistema imunitário saudável, sendo que estas células originárias do doente foram 99% substituídas pelas do dador, o que revela o sucesso do transplante.
 
Foram, porém, encontradas réstias de ADN do VIH-1 em tecidos a que se chamam “fósseis”, mas que, segundo os investigadores, não terão capacidade de se replicar. 
 
Gupta, contudo, alerta que este tratamento apenas é aconselhado como último recurso de doentes com VIH que têm problemas hematológicos graves e fatais. Deste modo, não é um tratamento que seja opção para todos os infetados com o vírus em geral.

Partilhar esta notícia
Referência
Descoberta publicada na revista “The Lancet HIV”

Notícias Relacionadas