Direção-Geral da Saúde lança campanha de «choque» contra o tabacoNotícias de Saúde

Sábado, 02 de Junho de 2018 | 30 Visualizações

Fonte de imagem: mypneumologia.

Direção-Geral da Saúde lança campanha de «choque» contra o tabaco

A cada 50 minutos morre uma pessoa por doenças atribuíveis ao tabaco em Portugal. «Opte Por Amar Mais» é um filme «intenso e emotivo» sobre o tema, que começa a ser exibido a partir desta quarta-feira, Dia Mundial sem Tabaco.

A curta-metragem da Direção-Geral da Saúde foca-se no combate ao tabagismo nas mulheres mais jovens e conta a história de uma jovem mãe com cancro de pulmão que, numa fase terminal, não consegue largar o vício. O pequeno filme e o spot a que o filme deu origem começam esta quarta-feira a ser exibidos através das redes sociais e cinemas NOS Lusomundo, sendo o objetivo da campanha «chocar» o público.

Hoje, nas vésperas do Dia Mundial sem Tabaco, que se assinala a 31 de maio, decorre a antestreia na sala 5 dos Cinemas NOS, no Centro Comercial Vasco da Gama, em Lisboa, com a participação do secretário de estado Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, do secretário de Estado da Educação, João Costa, da Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, e do Diretor-Geral de Educação, José Vítor Pedroso.

A protagonista da curta-metragem, Paula Neves, o realizador André Badalo e as duas guionistas juntar-se-ão ao painel de discussão.

A curta-metragem conta a história de Maria, uma mulher com cancro do pulmão num estádio avançado que continua a fumar. Esta campanha, protagonizada pela atriz Paula Neves, foi idealizada por duas jovens de 18 anos, alunas da Escola Profissional de Artes, Tecnologias e Desporto, e tem por base os números mais recentes sobre consumo de tabaco.

O mais recente relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo veio confirmar que os homens portugueses estão a fumar menos, em contraciclo com o grupo das mulheres onde se tem assistido a um preocupante aumento do consumo.

Sabe-se ainda que o consumo de tabaco é responsável por 10,6% das mortes em Portugal, o que significa que o tabaco mata um português a cada 50 minutos.
E que as mulheres estão a adoecer e a morrer mais por doenças associadas ao tabaco.
O relatório das doenças oncológicas, publicado em 2017, destacou o «aumento de 15% da mortalidade no sexo feminino», entre 2014 e 2015, por tumores malignos de traqueia, brônquios e pulmão.

A cada 50 minutos morre uma pessoa por doenças atribuíveis ao tabaco em Portugal. «Opte Por Amar Mais» é um filme «intenso e emotivo» sobre o tema, que começa a ser exibido a partir desta quarta-feira, Dia Mundial sem Tabaco 

Já em 2014, de acordo com o último Inquérito Nacional de Saúde, uma em cada 10 mulheres com 15 ou mais anos fumava.

RESPIRA alerta para os perigos da exposição do tabaco nas crianças

No mesmo âmbito do Dia Mundial Sem Tabaco, a Associação RESPIRA lança uma campanha de sensibilização sob o mote «De certeza que põe a segurança do seu filho em primeiro lugar?», com o apoio institucional da Sociedade Portuguesa de Alergologia Pediátrica.

A campanha pretende sensibilizar os condutores que fumam no interior dos carros, para os malefícios que o fumo provoca, sobretudo quando transportam crianças. 

«O tabagismo é considerado um grave problema de saúde pública, já que é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida.
Tem ainda a agravante de ser um fator de risco, não só para o fumador, mas para todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo.

Neste sentido, esta campanha visa alertar as pessoas para deixarem de fumar dentro dos carros, por forma a não colocarem em risco a sua saúde e dos seus ocupantes, nomeadamente as crianças.
A sua segurança também está na qualidade do ar que respiram quando são transportadas nos automóveis para a escola ou para casa», realça Isabel Saraiva, vice-presidente da RESPIRA, num comunicado.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas