Dieta mediterrânica ajuda a prevenir problemas intestinaisNotícias de Saúde

Terça, 08 de Maio de 2018 | 54 Visualizações

Fonte de imagem: Consumer Reports

Um estudo levado a cabo no Wake Forest Baptist Medical Center, nos EUA, descobriu que esta dieta aumenta significativamente a presença da “boa” bactéria do intestino – bactéria que ajuda a prevenir a diarreia e outros problemas.

Afinal a tão afamada dieta mediterrância – feita à base de azeite, laticínios, peixe e carnes brancas, frutas e legumes – não é só benéfica para o coração. Também faz bem ao intestino. Um estudo levado a cabo no Wake Forest Baptist Medical Center, nos EUA, descobriu que esta dieta aumenta significativamente a presença da “boa” bactéria do intestino.

A equipa de investigadores, liderada por Hariom Yadav, colocou um grupo de 20 macacos a ingerir, de forma aleatória, tanto a dieta mediterrânica como a chamada dieta ocidental (mais rica em gorduras e açucares). No entanto, neste estudo, ambas tinham o mesmo número de calorias. Durante 30 meses, foram recolhidas amostras fecais dos animais para determinar qual seria a melhor dieta para o intestino.

Os resultados são esclarecedores. Enquanto os macacos que seguiram a dieta mediterrânica viram a “boa” bactéria do intestino aumentar 7%, no outro grupo registou-se um acréscimo de apenas 0,5%. “ O nosso estudo mostrou que as bactérias boas, principalmente a Lactobacillus, a maioria dos quais são probióticas, aumentaram significativamente no grupo de dieta mediterrânica”, explica Hariom Yadav.

“Temos cerca de 2 biliões de bactérias boas e más a viverem no nosso intestino”, diz Yadav. “Se as bactérias não forem adequadamente equilibradas, a nossa saúde pode sofrer.” A Lactobacillus é uma bactéria amigável que previne e trata a diarreia e outras complicações digestivas. Além de residir no intestino, estas bactérias também podem ser encontradas em alimentos fermentados, como iogurte e em alguns suplementos alimentares.

De acordo com Yadav e colegas, essas descobertas, que foram publicadas no jornal Frontiers in Nutrition abrem o caminho a futuros estudos que investiguem como a dieta mediterrânea afeta a saúde intestinal dos seres humanos.

Um estudo recentemente publicado liga também a adoção da dieta mediterrânica a um menor risco de desenvolvimento de cancro da próstata e uma outra investigação feita por especialistas concluiu que esta alimentação é a melhor para os diabéticos.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados