Diabetes: o sistema imunitário consegue regular a insulinaNotícias de Saúde

Segunda, 27 de Novembro de 2017 | 95 Visualizações

Fonte de imagem: Growroom

Um estudo publicado na revista “Immunity” dá conta de que investigadores suíços descobriram um mecanismo de feedback que pode ajudar a manter a produção de insulina em doentes com excesso de peso.
 
A investigação conduzida por cientistas do Departamento de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo do Hospital Universitário da Basileia e do Departamento de Biomedicina da Universidade da Basileia, Suiça, permite uma melhor compreensão de um processo inflamatório que pode contribuir para a manutenção da produção de insulina na diabetes. Mais, as interações complexas entre as células endócrinas e as células imunes são claramente importantes para a manutenção da libertação de insulina.
 
O estudo dos investigadores suíços centrou-se especificamente nas células ILC2 recentemente descobertas no pâncreas, onde, em condições diabéticas, a proteína IL33 é ativada. Esta proteína estimula as células ILC2, que desencadeiam a libertação de insulina nos indivíduos com excesso de peso usando o ácido retinoico. Ela pode, portanto, ser usada para inibir a falha de produção de insulina.
 
Já se sabia que a obesidade e a diabetes conduzem a um ativação excessiva, patológica, do sistema imunitário, em que a substância transmissora IL1-beta desempenha um papel central. Isso resulta na morte das células que produzem a insulina. Contudo, se o IL1-beta for bloqueado, a diabetes e as suas complicações – especialmente, as doenças cardiovasculares – podem ser inibidas. As reações inflamatórias diabéticas já estão a ter aplicação clínica.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Immunity”

Notícias Relacionadas