Diabetes associada a bactérias invasoras dos intestinos?Notícias de Saúde

Sexta, 02 de Junho de 2017 | 15 Visualizações

Fonte de imagem: Medimetrics

Uma equipa de investigadores conduziu um estudo, cujos resultados sugerem que o desenvolvimento de doenças metabólicas, particularmente da diabetes de tipo 2, estará correlacionado com bactérias que penetram o revestimento mucoso do cólon.
 
Os achados da autoria de uma equipa liderada por Benoit Chassaing e Andrew Gewirtz da Universidade do Estado da Georgia, EUA, permitem melhor perceber a forma como as pessoas desenvolvem disglicémia (níveis anormais de glicose no sangue) associada à resistência à insulina. 
 
“Alterações nas bactérias têm sido associadas às doenças metabólicas, incluindo a obesidade e a diabetes de tipo 2, mas os mecanismos continuam indefinidos”, comentou o investigador Andrew Gewirtz.
 
O epitélio é o revestimento celular envolvido em muco que cobre as superfícies internas e externas do organismo incluindo o trato intestinal. O microbioma intestinal que vive fora do muco e mantém-se distanciado das células epiteliais é benéfico para o hospedeiro. 
 
No entanto a equipa tinha formulado a hipótese de o microbioma que invade as células hospedeiras provocar inflamação cronica que interfere com a ação normal da insulina, promovendo assim o desenvolvimento da diabetes de tipo 2.
 
Para o estudo, os investigadores contaram com amostras retiradas de pacientes do Hospital da Administração Veteranos na cidade de Atlanta. Os participantes tinham 21 anos ou mais de idade, eram saudáveis, exceto sofrerem de diabetes e estavam a ser submetidos a uma coloscopia.
 
A equipa de investigadores levantou o historial clínico dos participantes em termos de diabetes e problemas gastrointestinais através dos processos clínicos e entrevistas. Durante a coloscopia, foram retiradas amostras do muco da parte esquerda do cólon, as quais foram analisadas. 
 
Os resultados foram impressionantes e as bactérias encontradas fizeram abrir uma nova área de investigação no campo da função metabólica e da diabetes de tipo 2.
 
O especialista indicou ainda que “estudos anteriores em ratinhos indicaram que as bactérias que conseguem invadir o epitélio poderão ter a capacidade de promover inflamação que conduza às doenças metabólicas, e agora demonstrámos que esta é também uma característica da doença metabólica nos humanos, especificamente os diabéticos do tipo 2 que evidenciam uma invasão no microbioma”.
 
Os investigadores estão agora a conduzir estudos adicionais para determinarem a identidade das bactérias que invadem o revestimento do cólon, bem como a investigar possíveis formas de impedir aquele tipo de invasão bacteriana. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Cellular and Molecular Gastroenterology and Hepatology”

Notícias Relacionadas