Dez técnicas para controlar a rebeldia dos mais novosNotícias de Saúde

Terça, 19 de Maio de 2015 | 130 Visualizações

Birras, mau comportamento, ira, excesso de energia. Estes são apenas alguns dos exemplos do efeito da rebeldia nas crianças, mas, na verdade, quem mais sobre são os pais, que por vezes não sabem como controlar os impulsos dos mais novos.

Carla Herrera, educadora especializada em Disciplina Positiva, listou para o site ABC.es as dez melhores técnicas para os pais controlarem a rebeldia dos mais pequenos, sob a pena de entrarem num estado constante de desespero e impotência face ao comportamento dos filhos.

1. Criar uma roda para controlar a raiva: esta é uma das técnicas mais recorrentes da Disciplina Positiva e consiste em dividir uma roda em partes e colocar em cada uma delas as opções que a criança tem para libertar a raiva que sente. Ficar sozinho, escrever o que sente, dizer o que pensa, desenhar, contar até dez, saltar e gritar são algumas das opções que deve dar à criança, mas sempre tendo em conta o local onde se encontram.

2. Dar à criança o seu próprio espaço: para a especialista, é importante que a criança tenha em casa um espaço só seu e decorado ao seu gosto. Este local servirá de refúgio para as alturas em que se sente fora do controlo ou emocionalmente desequilibrado e deve ter todos os objetos que o façam relaxar, sejam livros, brinquedos ou quadros para pintar.

3. Estipular a regra do semáforo: incutir à criança a lógica dos semáforos é uma forma de o ajudar a controlar a rebeldia. O site ABC.es explica que as cores do semáforo devem estar associadas a palavras para que, na ausência deste, seja mais fácil aos pais controlar os filhos. Deste modo, salienta a educadora, a cor vermelha deve significar ‘parar’, a amarela ‘pensar’ e a verde ‘seguir’, mas aqui, não no sentido de dar continuidade ao mau comportamento, mas sim de, por exemplo, dar uso à roda do ponto 1.

4. Usar os elementos da natureza para acalmar: as crianças adoram estar em contacto com a água, terra ou areia. Este gosto particular por elementos da natureza pode ser uma mais-valia para que relaxem e fiquem calmamente entretidos.

5. Ouvir música: saber de que músicas ou estilos musicais gosta o filho é meio caminho andado para conseguir agradar e, quem sabe, acalmar. Se o seu filho não tiver um gosto em particular, escolha as músicas calmas mais apropriadas à sua idade.

6. Controlar a respiração enquanto brinca: a rebeldia das crianças é muitas vezes causa e consequência de momentos de êxtase, que levam a uma falta de controlo na respiração e, consequentemente, à ansiedade. Uma forma de contornar todas estas situações é ensinar à criança uma forma divertida de respirar, e aqui a bolas de sabão são a melhor opção.

7. Meditar: também usada para ajudar a controlar a respiração, a meditação pode ser uma forma de entreter os mais novos e de os ajudar a contornar os momentos mais impulsivos. A ‘brincadeira’ do inspira e expira e olha para a tua barriga a crescer e a mingar pode ser um jogo positivo para os mais novos.

8. Perguntar se quer um abraço: já pensou que alguma da rebeldia das crianças pode dever-se a falta de carinho físico? Pois bem, se o seu filho entrar num estado de inquietação tal, antes de aplicar algumas destas técnicas, pergunte se um abraço o iria ajudar a relaxar e acalmar, sugere a especialista.

9. Fazer uma ‘bola antistress’: existem já feitas mas os trabalhos manuais são sempre uma excelente opção entre as crianças. Arranje um saco pequeno – do tamanho do punho do seu filho – e dê-lhe alguns feijões ou grãos no seu estado natural e ensine-o a criar a sua própria bola antistresse. Depois, é só explicar quando e como a deve usar.

10. Ser um exemplo: tal como diz o site ABC.es, antes de qualquer uma destas técnicas, o pai e a mãe devem ser, por excelência, um exemplo de calma e controlo para os filhos.

Partilhar esta notícia
Referência