Deveriam os atletas passar por triagem cardiovascular?Notícias de Saúde

Terça, 13 de Setembro de 2016 | 45 Visualizações

Fonte de imagem: thelondongeneralpractice

Sociedade Americana de Medicina Esportiva (American Medical Society for Sports Medicine, AMSSM) está aconselhando a consideração cuidadosa do risco de parada cardíaca repentina e morte (PCR/M) e a disponibilidade de recursos de cardiologia e infraestrutura para implantar um programa de triagem cardiovascular (TC) para os atletas.

O conselho faz parte de uma nova declaração de posição da Sociedade sobre triagem cardiovascular pré-participação em atletas. Apesar do fato da triagem CV pré-participação entre atletas de competição ser recomendada por muitos órgãos de administração esportiva e organizações médicas, a AMSSM afirmou que a ausência de evidência baseada em resultados definitivos sobre o assunto a impede de endossar qualquer estratégia de triagem CV universal ou única para todos os atletas, incluindo mandatos legislativos.

A Sociedade destacou que, embora os ECGs aumentem a detecção precoce de algumas doenças cardíacas associadas à PCR/M, a precisão e a confiabilidade da interpretação do ECG são “desafios” com a “principal preocupação de adicionarem resultados falsos positivos ao processo de triagem na avaliação física pré-participação”.

A AMSSM afirmou que cada médico deve decidir por si mesmo quanto a incluir ou não o ECG em sua triagem. A Sociedade afirma respeitar a autonomia dos médicos em avaliar as necessidades dos pacientes e os “recursos de sua comunidade” para implantar uma estratégia apropriada.

Partilhar esta notícia
Autor
Univadis
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados