Descoberto tratamento revolucionário para a epilepsiaNotícias de Saúde

Sábado, 28 de Março de 2015 | 5386 Visualizações

Um grupo de investigadores japoneses descobriu um medicamento que reproduz o efeito que a dieta cetogénica (baixa em hidratos de carbono) tem no cérebro e reduz os surtos de epilepsia, mesmo em pacientes resistentes aos medicamentos. A descoberta, publicada esta semana na revista Science, abre caminho a novos tratamentos para a cura da doença.

A equipa verificou que a dieta cetogénica inibe a enzima lactato desidrogenase (LDH), fundamental na comunicação metabólica entre os astrócitos e os neurónios, bloqueando a excitação neuronal e evitando as convulsões.

O medicamento desenvolvido atua da mesma forma tornando o metabolismo mais eficiente e fazendo com que o cerébro deixe de usar a glicose como principal fonte de energia recorrendo em vez disso às cetonas, o que promove um melhor funcionamento neuronal.

Durante o estudo, realizado com ratos epiléticos, a equipa de investigadores testou cerca de 20 medicamentos antiepiléticos, chegando à conclusão de que existe apenas um - o estiripentol-, que é capaz de inibir ligeiramente a LDH.

Os investigadores foram mais longe e criaram uma nova estirpe de estiripentol capaz de suspender a produção desta enzima .

Dois terços dos pacientes são resistentes à medicação 

A epilepsia é uma doença cerebral que afeta cerca de 1% da população mundial. Contudo, os medicamentos tradicionais apenas são eficazes em cerca de 2/3 dos doentes.

A investigação, publicada esta semana na revista científica Science, ficou a cargo dos cientistas Nagisa Sada, Takashi Katsu e Tsuyoshi Inoue, da Universidade de Okayama, e Suni Lee e Takemi Otsuki, da Universidade Yasuda Women's, ambas no Japão.

Partilhar esta notícia
Referência
revista Science

Notícias Relacionadas