Deficiência de ferro pode aumentar o risco de AVCNotícias de Saúde

Sábado, 01 de Março de 2014 | 142 Visualizações

Já há 40 anos, cientistas descobriram que a deficiência de ferro aumenta o risco de AVC. Pouca atenção foi dada a esse achado e, por muito tempo, as razões para isso permaneceram obscuras. Pesquisadores britânicos acabam de descobrir que o sangue fica mais pegajoso e desenvolve coágulos mais facilmente quando apresenta níveis baixos de ferro. O estudo foi publicado na revista científica "PLOS One".

Médicos do Imperial College London examinaram quase 500 pacientes com telangiectasia hemorrágica hereditária (THH), ou seja, vasos sanguíneos anormais nos pulmões. Eles descobriram que mesmo níveis moderadamente baixos de ferro de 6 micromoles por litro dobravam o risco de AVC em comparação com as pessoas com níveis no meio da faixa normal (7-27 micromoles).

Os cientistas examinaram as plaquetas do sangue em laboratório. Quando elas foram tratadas com uma substância que promove a coagulação, observou-se que os coágulos sanguíneos se desenvolvem mais rapidamente na deficiência de ferro.

"O próximo passo é testar se conseguimos reduzir as chances de AVC dos pacientes de alto risco tratando a falta de ferro. Poderemos verificar se as plaquetas se tornam menos pegajosas", disse a autora do estudo, Claire Shovlin. Mas, uma vez que o desenvolvimento dos coágulos sanguíneos é só uma entre as muitas etapas que levam ao AVC, ainda não está claro até que ponto plaquetas sanguíneas pegajosas são realmente importantes.

Partilhar esta notícia
Autor
"PLOS One" / Univadis
Referência
Médicos do Imperial College London

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados