Cosméticos comuns podem afetar hormonas reprodutoras em mulheresNotícias de Saúde

Segunda, 17 de Setembro de 2018 | 12 Visualizações

Fonte de imagem: Medical Xpress

Um novo estudo revelou ligações entre produtos químicos que são comumente usados em produtos de higiene pessoal e cosméticos e alterações nas hormonas reprodutoras.
 
O estudo que foi efetuado por Anna Pollock e colegas, da Universidade George Mason, EUA, foi o primeiro a analisar misturas de químicos bastante utilizadas naquele tipo de produtos em mulheres saudáveis e em idade reprodutora, através de múltiplas medidas de exposição ao longo do ciclo menstrual.
 
Para a sua investigação, a equipa recrutou 143 mulheres saudáveis, sem doenças crónicas conhecidas e controlo de natalidade, com idades compreendidas entre os 18 e os 44 anos. 
 
A equipa recolheu 509 amostras de urina das participantes e mediu os níveis de químicos ambientais que integram frequentemente os produtos de higiene pessoal, como parabenos (conservantes antimicrobianos) e benzofenonas (filtros de raios ultravioleta). 
 
Como resultado, foi observado que mesmo pouca exposição a misturas de compostos químicos pode afetar os níveis de hormonas reprodutoras. Foi ainda descoberto que certos químicos e filtros de raios ultravioleta em exposições de múltiplos químicos estavam associados a menos hormonas reprodutoras, enquanto outros químicos estavam associados a aumentos naquelas hormonas.
 
Anna Pollock sintetiza que os resultados deste estudo indicam que devemos ser cuidadosos relativamente aos compostos químicos usados nos nossos produtos de higiene pessoal e cosméticos. 
 
“Temos indicadores precoces que os químicos como os parabenos podem aumentar os níveis de estrogénio. Se este achado for confirmado por estudos adicionais, poderá ter implicações sobre doenças dependentes de estrogénio como o cancro da mama”, alertou a investigadora. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Environment International”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados