Correr na rua ou na passadeira?Notícias de Saúde

Terça, 19 de Janeiro de 2016 | 76 Visualizações

Fonte de imagem: viverbem.eu

Muitos duvidam da eficácia do treino na passadeira. Mas tudo depende do que aplica no seu treino.

Pela falta de luz a partir de determinada hora do dia ou pela falta de uma pista ou local para correr perto de casa, correr na passadeira pode ser uma ótima opção. Mas, muitos duvidam da sua eficácia.

O site El Confidencial destaca que apesar de ser um facto que correr na passadeira exige um esforço ligeiramente menor do que se o fizer na rua. Porque facilita a deslocação, não apresenta as mesmas irregularidades do asfalto, por exemplo, e ainda não apresenta alterações climatéricas como ao ar livre – sendo que o frio, o calor e o vento podem contribuir para um treino mais completo.

Os especialistas do desporto destacam que se pode e deve correr na passadeira como complemento ou substituto da corrida ao ar livre, desde que se tenham em conta e apliquem uma série de questões importantes que lhe permitirão reproduzir de forma mais fiel o seu treino na rua. Eis as variáveis que deve introduzir no seu treino na passadeira:

Inclinação. Deve incluir variações na inclinação da passadeira para que o treino se assemelhe o mais possível a um treino ao ar livre, com todas as condicionantes que ele implica.

Aumento da velocidade. O facto de a passadeira se mover automaticamente também favorece a sua deslocação, uma vez que não oferece a mesma resistência do que o asfalto. Para tentar igualar as condições deve tentar correr a uma velocidade ligeiramente superior à que correria ao ar livre.

Treino longo e variado. A monotonia de correr sempre no mesmo sítio e a maior transpiração que se gera por estar num local fechado podem aumentar a sua fadiga e fazer com que tenha mais dificuldade em manter um treino tão longo como o que faria se corresse ao ar livre. Para contrariar esta tendência, vá variando as inclinações e a velocidade o máximo de vezes possível.

Partilhar esta notícia
Referência