Coronavírus propaga-se rapidamente e antes de haver sintomasNotícias de Saúde

Sábado, 21 de Março de 2020 | 248 Visualizações

Fonte de imagem: Cattaraugus County

Investigadores da Universidade do Texas conseguiram calcular a velocidade com que o vírus se propaga, assim como a taxa de transmissão assintomática.
 
A velocidade com que uma pandemia se propaga depende de dois fatores, a quantidade de pessoas que cada caso infeta - o número de reprodução - e o tempo que demora para a infeção se espalhar entre pessoas - intervalo em série.
 
Um número baixo do intervalo em série significa que os surtos emergentes crescem rapidamente, sendo difíceis de parar.
 
Para medirem o intervalo em série, os investigadores verificaram o tempo necessário para que os sintomas se revelassem em duas pessoas com o vírus, uma pessoa que infeta outra e a segunda pessoa infetada.
 
Verificou-se que a média do intervalo em série corresponde a aproximadamente a quatro dias e que 10% dos doentes são infetados por alguém que tem o vírus, mas não possui sintomas. 
 
Os investigadores analisaram 450 casos de infeção e verificaram que os doentes assintomáticos transmitem o vírus. De acordo com a investigação, mais de 1 em 10 infeções ocorreram em pessoas que possuiam o vírus, mas não tinham sintomas.
 
Lauren Ancel Meyers, uma das investigadoras, acrescenta que os dados revelam que o coronavírus pode propagar-se como a gripe, o que significa que têm de ser tomadas reações rápidas e agressivas para controlar o surto.
 
Este estudo comprova que têm de ser tomadas medidas de contenção como o isolamento, quarentana, encerramento de escolas, restrições de viagens e o cancelamento de grandes eventos, visto que a transmissão assintomática pode tornar a contenção mais difícil.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Emerging Infectious Diseases”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados