Consumo de canábis reduz libertação de dopaminaNotícias de Saúde

Sábado, 23 de Abril de 2016 | 81 Visualizações

Fonte de imagem: Pixabay

O consumo regular de droga tem sido associado a vários danos cerebrais. Esta semana conhece-se mais um.

A dependência de drogas traz consequências para a saúde que vão muito além das debilitações físicas. O cérebro é também prejudicado e um recente estudo vem agora relacionar o consumo regular de canábis com uma menor libertação de dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e recompensa, mas também pelo humor, aprendizagem , sono, atenção, comportamento e cognição.

Segundo um estudo da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, o consumo de grandes quantidades de canábis tem o mesmo efeito no cérebro que o consumo de cocaína e heroína, duas drogas mais agressivas e nocivas.

Para o estudo – publicado na Molecular Psychiatry –, os investigadores convidaram 23 adultos com idades entre os 24 e os 40 anos, sendo que 11 fumavam canábis diariamente e não tinham qualquer problema a nível mental. Os restantes 12 participantes não tinham qualquer contacto com a droga e eram saudáveis, noticia o site da Nature.

Numa primeira fase, nenhum dos participantes fumou canábis durante alguns dias. O objetivo era ‘limpar’ o organismo para que se desse início à segunda fase do teste, em que os 23 elementos receberam uma dose de anfetaminas todos os dias.

No final desta experiência, os investigadores norte-americanos submeteram os participantes a uma tomografia cerebral onde foi possível ver que os participantes que fumavam diariamente canábis tinham uma menor libertação de dopamina em várias partes do cérebro.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA

Notícias Relacionadas