Consumo de bebidas alcoólicas aumenta o risco de sete tipos de cancroNotícias de Saúde

Sábado, 23 de Julho de 2016 | 50 Visualizações

Fonte de imagem: pixabay

Boca, garganta, laringe, esófago, fígado, cancro, intestino e mama. Tudo isto sofre com o consumo de bebidas alcoólicas.

Um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, vem colocar novamente o álcool na lista de inimigos da saúde. Depois da Organização Mundial da Saúde (OMS) ter já colocado as bebidas alcoólicas no leque de maiores causadores de cancro, esta nova investigação vai mais longe e culpa estas bebidas por sete cancros diferentes.

Boca, garganta, laringe, esófago, fígado, cancro, intestino e mama são as partes do corpo que mais sofrem com o consumo de álcool. As “fortes evidências científicas”, que se encaixam também no baixo consumo de álcool, surgiram depois dos investigadores terem passado a pente fino todos os estudos feitos acerca da doença.

De acordo com os investigadores o consumo de álcool consegue danificar o ADN e por isso podem estar outras partes e órgãos suscetíveis ao aparecimento de cancro por causa do consumo de álcool.

Além disso, as estimativas atuais sugerem que o cancro o cancro provocado pelo consumo de álcool representa 5,8% de todas as mortes por cancro em todo o mundo, como indica o estudo.

Portugal era, em 2012, o nono país com maior consumo de álcool per capita entre os 34 membros da OCDE, embora tenha sido um dos que mais reduziu a quantidade consumida em 20 anos, segundo um relatório divulgado. No ano passado, morreram em Portugal 44 pessoas de overdose alcoólica, um número superior ao provocado pelo consumo de opiáceos (como heroína), cocaína e metadona, que em 2013 levaram à morte de 22 pessoas.

Partilhar esta notícia
Referência
Daniela Costa Teixeira

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados