Construção do centro de doenças infecciosas de Macau arranca no início de 2019Notícias de Saúde

Domingo, 24 de Junho de 2018 | 4 Visualizações

Fonte de imagem: Wikipedia

A construção do centro de doenças infecciosas, próximo ao hospital público de Macau, deverá arrancar no primeiro trimestre de 2019, anunciou o Gabinete para o Desenvolvimento de Infraestruturas (GDI).

O GDI disse ter recebido “propostas de 23 empresas de construção”, cujos montantes variam entre 81 milhões de patacas (8,6 milhões de euros) e 217 milhões de patacas (23,2 milhões de euros). Do total de propostas, 22 foram admitidas, de acordo com um comunicado, divulgado na quinta-feira.

Os prazos propostos pelos concorrentes variam entre os 568 e 760 dias de trabalho, indicou. A construção deste centro, junto ao Hospital Conde São Januário, o único público em Macau, foi anunciada pelo Governo em 2016. O projeto foi recebido com resistência pelos moradores da zona.

Desde então, alguns moradores sugeriram que o centro seja construído como um segmento do Complexo Hospitalar de Cotai, entre as ihas da Taipa e de Coloane, ainda em construção. Em maio, o Governo de Macau escusou-se a avançar com uma data prevista para a conclusão das obras do segundo hospital público do território, adiantando apenas que até abril estava quase metade da obra feita.

De acordo com a meta prevista, 80% das obras deveria estar concluída em 2019, mas é ainda “impossível garantir” uma previsão para o final dos trabalhos, disse na altura o porta-voz do Governo na reunião plenária da Assembleia Legislativa.

O Hospital Geral do Complexo de Cuidados de Saúde das Ilhas, na faixa de casinos do Cotai, é uma das grandes obras públicas em curso em Macau.

 

Partilhar esta notícia
Referência