Composto da canábis pode normalizar função cerebral na psicoseNotícias de Saúde

Terça, 04 de Setembro de 2018 | sem visualizações

Fonte de imagem: Edmonton Journal

Um novo estudo demonstrou que o canabidiol, um extrato da canábis, pode melhorar a função cerebral em pacientes com psicose.
 
Segundo Sagnik Bhattacharyya, investigador que liderou o estudo conduzido por uma equipa de cientistas do King’s College London, no Reino Unido, o “tratamento atual para as pessoas com psicose são fármacos que foram descobertos pela primeira vez nos anos 50 e que infelizmente não funcionam em toda a gente”.
 
Para o estudo, os cientistas observaram os efeitos do canabidiol sobre 33 voluntários que apresentavam um risco clínico elevado de desenvolverem psicose, os quais embora não tivessem sido diagnosticados ainda com a doença, tinham já sofrido episódios psicóticos. 
 
A equipa ofereceu uma dose oral única de 600 miligramas de canabidiol a 16 participantes e aos restantes 17 participantes foi administrado um placebo. A equipa comparou posteriormente os resultados das tomas com os de um grupo de controlo de 19 pessoas que nunca tinham tido psicose.
 
Para testar os participantes, foram usados testes de memória que fazem ativar três áreas do cérebro que normalmente ficam em hiperatividade com a psicose: corpo estriado, o lobo temporal medial e o mesencéfalo.
 
Foi observado que no grupo com alto risco de psicose a atividade cerebral dos voluntários que receberam canabidiol era menos intensa do que os que tinham recebido o placebo. O composto fez diminuir a atividade daquelas áreas cerebrais para níveis quase normais.
 
O nível de ativação das três regiões do cérebro como resultado da administração do canabidiol “foi intermédio entre a resposta dos indivíduos saudáveis do grupo de controlo que não receberam qualquer fármaco e dos pacientes com elevado risco clínico que receberam o placebo”, confirmaram os autores.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “JAMA Psychiatry”

Notícias Relacionadas