Como evitar as bolhas nos pés nos dias de calorNotícias de Saúde

Terça, 12 de Julho de 2016 | 1501 Visualizações

Fonte de imagem: trilhandomontanhas

Chinelos de praia, sandálias, alpercatas, ténis sem meias… O calor pede o uso de sapatos leves e arejados, mas a probabilidade de ficar com uma bolha é grande nesta estação do ano.

A época de sandálias está aberta e com ela chegam as bolhas causadas pelo material do calçado e pelo calor que se faz sentir na rua. Embora o verão peça o uso de sapatos leves e arejados – como chinelos, alpercatas ou ténis – a verdade é que muitos não reduzem a probabilidade de se ficar com uma ou outra lesão.

Embora seja impossível escapar ao calçado de verão, existem alguns truques que permitem evitar o aparecimento de bolhas. Um deles, diz a podologista Hilary Brenner, é usar as sandálias em casa uma semana antes de as usar no dia-a-dia, de modo a que fiquem ‘moldadas’ ao pé.

À revista Health, a especialista recomenda ainda a escolha de sapatos que não façam pressão em zonas sensíveis dos pés, como os joanetes, os dedos mindinhos e o peito do pé.

E como a culpa não é apenas dos sapatos novos, os pés também devem ser preparados para o uso dos sapatos de verão – que mesmo que venham de anos anteriores podem sempre causar bolhas pelo calor que causam nos pés. “Recomendaria colocar os pés em água com sal por 20 minutos duas a três vezes por semana”, diz a especialista, que aconselha, ainda, o uso de um hidratante, já que a secura dos pés é uma das principais causadoras de bolhas e gretas.

Mas, e se aparecer na mesma uma bolha? Neste caso, a podologista Grace Tores-Hodges alerta para o risco de infeção que pode acontecer quando se rebenta a bolha. Por muito cuidadosa que a pessoa seja, e por mais que esteja esterilizado o material, as bolhas abertas “são um ponto de entrada para infeções”.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA