Como baixar a pressão arterial naturalmenteNotícias de Saúde

Quinta, 05 de Maio de 2016 | 347 Visualizações

Fonte de imagem: labsaolourenco

Existem truques que permitem reduzir a pressão sanguínea de forma natural e sem que seja necessário recorrer a fármacos.

A pressão arterial é, tal como o nome indica, a pressão exercida pelo sangue contra a parede de nossas artérias.

Fatores como o stress, a alimentação desequilibrada, a falta de descanso, os problemas emocionais e a não prática de exercício físico podem alterar a pressão sanguínea, sendo, muitas vezes, importante recorrer a fármacos para controlar o fluxo e criar alguma estabilidade. Mas existem também formas naturais de o conseguir, diz o site da revista Health.

Manter um peso saudável à base de uma dieta nutritiva e equilibrada é uma forma natural de manter a pressão arterial regulada. Se à dieta for aliada a prática regular de exercício físico, podemos estar perante uma maior eficácia.

Cortar no consumo de alimentos salgados e no uso de sal como tempero é também um dos conselhos dados pela publicação especializada, que indica ainda a importância de incluir próbióticos (alimentos fermentados como os iogurtes) na alimentação, uma vez que têm um poder altamente benéfico a nível intestinal e na saúde em geral.

Deixar de fumarreduzir as idas ao restaurante (onde se perde facilmente a noção da quantidade de gordura, sal, açúcar e calorias que se está a ingerir) e controlar a pressão sanguínea em casa são outras dicas que devem ser tidas em conta.

De acordo com a Health, é possível ainda controlar a pressão arterial criando o hábito de relaxar, seja a partir da meditação, do yoga ou até mesmo da leitura de um livro. Embora o vinho tinto seja um amigo, é importante não abusar no consumo de bebidas alcoólicasTer noção da quantidade de café ingerida é também pedido, sendo o consumo moderado o mais adequado.

Dormir as horas suficientes, divertir-se com os mais próximospassar algum tempo com o animal de estimação e recorrer à acupunctura são outras das dicas deixadas pela publicação.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA