Colesterol bom pode não ser assim tão bom para o coraçãoNotícias de Saúde

Quinta, 03 de Novembro de 2016 | 40 Visualizações

Fonte de imagem: Delgado

Estudo vem por em causa o efeito protetor dos elevados níveis de colesterol bom.

Na hora de zelar pela saúde do coração, é ao colesterol mau (LDL) que se aponta primeiro o dedo. Contudo, um recente estudo publicado na revista científica Journal of the American College of Cardiology vem revelar que, afinal, o colesterol bom (HDL) pode não ser tão bom assim para o coração.

Na prática, lê-se no site da Health, as pessoas que têm elevados níveis de colesterol HDL – 70mg/litro no caso dos homens e 90mg/litro no caso das mulheres - não são menos propensas de sofrerem ataques de coração ou acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Esta nova teoria vem deitar por terra a ideia que os elevados níveis de colesterol bom fazem cair as consequências associadas ao colesterol mau, deixando, com isso, o coração mais saudável e protegido. Além disso, a investigação revela ainda que os baixos níveis de colesterol LDL podem igualmente deixar o coração desprotegido, sendo, por isso, o equilíbrio a palavra de ordem.

O estudo foi levado a cabo por vários cientistas de universidades e institutos do Canadá e teve por base a análise, durante cinco anos, de 631 mil pessoas com mais de 40 anos.

Denis T. Ko, um dos mentores desta investigação, diz que “a ligação entre o colesterol bom e as doenças cardíacas é complexo”, contudo, defende que “parece certo que há uma ligação entre as pessoas com níveis baixos de colesterol bom e outros fatores de risco conhecidos para doenças cardíacas, como a má alimentação, os hábitos de exercícios e outras condições médicas”.

Porém, se os baixos níveis de colesterol bom podem ser um sinal de alerta, “concentrar-se em elevar o colesterol HDL provavelmente não vai ajudar os pacientes”, frisa o investigador, citado pela Health.

Partilhar esta notícia
Referência
Daniela Costa Teixeira

Notícias Relacionadas