Cinco sinais precoces de autismoNotícias de Saúde

Quarta, 16 de Dezembro de 2015 | 185 Visualizações

Fonte de imagem: ongsorrisonovo

Especialistas revelam quais os sinais a que os pais devem estar atentos uma vez que podem indicar que a criança sofre de autismo.

Para conseguir os melhores resultados no tratamento do autismo, um diagnóstico e intervenção precoces são absolutamente importantes para melhorar as probabilidades de a criança desenvolver capacidades cognitivas essenciais e funções de alto nível mais tarde na sua vida.

Depois de falar com especialistas o Huffington Post revela os cinco sinais precoces de autismo a que os pais devem estar atentos a partir dos 12 a 18 meses de idade da criança, uma vez que é nesta altura que geralmente a condição se manifesta.

1. A criança não responde pelo seu próprio nome. Uma criança saudável irá responder, geralmente virando a cabeça, quando a pessoa que cuida dela a chama pelo nome. Apenas 20% dos bebés que depois foram diagnosticados com autismo respondiam quando alguém dizia o seu nome.

2. Não se envolve na ‘atenção partilhada’. Esta partilha de atenção é um sinal primordial de competências linguísticas, porque sugere a capacidade de partilhar algo com alguém. Como quando a criança vê algo e olha para a manhã como que a confirmar se ela viu o mesmo que ele, partilhando assim a ‘experiência’.

3. Não imita o comportamento dos outros. Os bebés com autismo têm menos tendência para copiar o comportamento dos outros – como rir, acenar ou bater palmas, por exemplo – do que a generalidade dos bebés.

4. Não brinca ao faz de conta. Geralmente as crianças começam a brincar ao faz de conta (fingir que são mães de um boneco ou que são o bombeiro que vai num carrinho, por exemplo) por volta dos dois ou três anos de idade. As crianças com autismo, no entanto, têm menos tendência para se relacionarem assim com os objetos.

5. Não respondem emocionalmente. Enquanto os bebés são tipicamente muito sensíveis às emoções dos outros, os bebés autistas têm menos tendência para sorrir em resposta ao sorriso de outra pessoa, ou a chorar quando veem outra criança a chorar.

Os especialistas recomendam que esteja atento a estes sinais especial entre os 12 e os 18 meses de idade da criança e que fale com o pediatra caso eles se verifiquem.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados