Cinco hábitos que podem prejudicar os dentesNotícias de Saúde

Segunda, 09 de Maio de 2016 | 82 Visualizações

Fonte de imagem: draleidiana

Fumar é dos piores hábitos para os dentes, e para a saúde em geral, mas há outros.

O sorriso pode até ser uma espécie de carta de apresentação mas, o que muitas pessoas não sabem é que alguns hábitos banais e quotidianos podem pôr em risco a saúde e a beleza do sorriso

O especialista em odontologia preventiva e comunitária Juan Carlos Llondra Calvo, da Universidade de Granada, em Espanha, explicou à BBC quais são e os seus efeitos nos dentes:

1. Escovar os dentes logo depois de comer.Geralmente recomenda-se lavar os dentes logo depois de comer, mas o especialista destaca que quando ingere alimentos ácidos como batatas fritas, sumos cítricos ou refrigerentes o melhor é esperar 20 a 30 minutos antes de escovar os dentes, para que o ácido seja neutralizado e o cálcio que se encontra dissolvido na saliva volte a se prender ao esmalte. Mas se ingerir alimetos pouco ácidos deve, como destaca o especialista, lavar os dentes imediatamente.

2. Roer as unhas. Além de não ser higiénico - e de poder provocar feridas nos dedos -, este hábito também pode ser muito mau para a saúde oral. Segundo Calvo, as bactérias nas unhas podem provocar infeções no sistema digestivo e na boca.

3. Nadar na piscina. O cloro utilizado para manter o PH da água na piscina pode ser prejudicial para as o esmalte dos dentes das pessoas que nela nadam. Mas, claro, só é um risco notório para pessoas que passam cinco ou mais horas por dia na água.

4. Usar os dentes como ferramentas. Usar os dentes para cortar fios, abrir embalagens, latas ou garrafas são totalmente proibidos, avisa o especialista. Calvo explica que estas ações podem provocar fissuras invisíveis a olho nu que, depois, podem permitir uma fratura do dente mesmo com um impacto mínimo.

5. Trincar cubos de gelo ou doce muito duros. Trincar o gelo de uma bebida ou amêndoas com frequência pode fraturar os dentes ou gerar fissuras. Calvo lembra que o risco é ainda maior para quem tem implantes ou coroas.

Partilhar esta notícia
Referência
POR VÂNIA MARINHO

Notícias Relacionadas